História

   Na primeira quinzena de fevereiro de 1981, um prudentino - que trabalhava em Bauru – decidiu abrir um trailer de lanches em Presidente Prudente, visando atender um mercado que acabava de se iniciar na cidade. Na época existiam poucos pontos de comércio deste produto no município. O comerciante, entretanto, trabalhava como vendedor de cosméticos, e por isso, desanimou da empreitada logo nos primeiros dias. Sendo assim, decidiu repassar aquele trailer de lanches (que havia trazido de Bauru) para outra pessoa. 
   David Souza Castro, sendo amigo deste rapaz, foi um dos primeiros clientes e, durante os dias que sucederam a abertura da lanchonete, chegou até a ajudá-lo no comércio. No intuito de aumentar a renda que ganhava, decidiu então adquirir aquele ponto que estava à venda. Sendo assim, no dia 11 de fevereiro de 1981, era oficialmente aberto o Marrocos Lanches.
   Alguns meses após sua abertura, o irmão de David - por nome Osvaldo Souza Castro - começou a trabalhar junto. Desta forma, os irmãos passaram a trabalhar em sistema de sociedade. Este modelo de gestão foi até o ano de 2000, quando, devido ao aumento de lanchonetes na cidade e a falta de investimentos no ponto, a empresa quase chegou à falência.
   Ambos os comerciantes passaram a ter outra ocupação, dividindo seus tempos entre a venda de lanches e outro trabalho. David se tornou entregador de produtos de utensílios domésticos e Osvaldo começou a revender medicamentos. Para o segundo citado, os negócios progrediram, mas para o outro, as portas se fecharam algum tempo depois. Sendo assim, em meados do ano 2000, Osvaldo Souza Castro decidiu se desvincular da sociedade, fazendo com que este sistema entre os irmãos chegasse ao fim. 
   Por necessidade e com total dedicação, David e sua esposa, Marlei, resolveram reanimar o negócio para continuar com as vendas de lanches. Desta forma, o Marrocos passou, pela primeira vez em sua história, por uma reforma física e estrutural; “pintura, a compra de meia-dúzia de mesas e utensílios novos; foi o pontapé inicial” – relata o casal de proprietários. A partir disto, a empresa procurou evoluir cada vez mais. Foi através dos investimentos que o retorno e o reconhecimento começaram a aparecer. 
   No ano de 2001, o Marrocos Lanches começou a trabalhar também pelo sistema de delivery, e, em seguida – início de 2002 – passou a enviar seus lanches em embalagens desenvolvidas especialmente para seus produtos. “Este modelo de embalagem já era utilizado em outras empresas, mas foi preciso adaptar ao tamanho e ao material disponível em Prudente” – enfatiza David. Assim, nasceram aquelas que passariam a ser as “caixinhas de lanche”, referência utilizada por muitas pessoas até os dias de hoje ao se referirem a empresa: “trailer do lanche na caixinha”. 
   Em 2005, devido ao aumento das vendas e da clientela, a empresa precisou ampliar suas instalações. Foi adquirido outro trailer que havia ao lado, e, depois de grande reforma, passou a atender em instalações maiores, com sanitários, depósito para guardar mesas, cadeiras e materiais, e um maior espaço interno para fazer lanches e guardar seus produtos. Junto a esta modernização, a empresa adquiriu a patente de registro pelo nome.
   Em 2009 a lanchonete passou a ter um logotipo de identificação da marca e, em 2011, passou a dispor de uma página na internet, para a consulta de informações como localização e cardápio. Vale ressaltar que, ao longo dos anos, a atuação dos filhos do proprietário foram de grande importância para o desenvolvimento do negócio. 
   Atualmente, com 36 anos de história, o Marrocos Lanches está firmado sob os preceitos de “tradição e qualidade”. Estes seus pilares, entretanto, não impedem que a empresa se preocupe com uma constante evolução e melhora, para que possa ser, cada vez mais, reconhecida no segmento que atua.